• Alex Fraga

Poesia - Corte e Costura Poética?, por Sylvia Cesco

Sexta-feira, no espaço de poesia do Blog do Alex Fraga, o poema Corte e Costura Poética?, da escritora e poetisa Sylvia Cesco.


Corte e Costura Poética ?

Sylvia Cesco


Sobrevivo de infinitos provisórios

e de nadas preenchidos pelo efêmero,

mas minha prenhez de versos é eterna.


Intumescida da cabeça aos pés,

vou me vestindo de roupões floridos

costurados por um orvalhado alfaiate

que teima em me enfatiotar de doidivanas.


Seria a Poesia uma mulher desnuda e insana?

-Não duvido...

Afinal, por trás das cortinas do seu mundo

o que se requer

são simplórios ouvidos:

- nem olfato, nem língua, olhar ou tato

-mas tão somente ouvidos

que são a essência para se ouvir palavras,

e é com palavras que se verseja a alma.


O resto são adjacências mal alinhavadas:

-logo se despregam, se desfiam e se rasgam

em retalhos de rendas esgarçadas

97 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo