• Alex Fraga

Poesia - Blues desajeitado, por Paulo Portuga

Quarta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia do professor, músico, compositor de Dourados (MS), Paulo Portuga, com seu "Blues Desajeitado"

BLUES DESAJEITADO

Hoje eu fiz este blues Para te falar Que não vou te prender Em meus abraços Teu espírito é livre Tua alma vaguei Por campos e serras Como o mar passa pela areia E o beija-flor beija a flor. Agora eu consigo ver Não se prende a beleza De um voar. Eu sinto a tua vida Passar pela minha Como o vento na ventania O tempo passa tão depressa Que eu quero você sem pressa Com medo de acabar o dia Que ainda não veio. Por isso, fiz este blues Para me fazer companhia Enquanto você não chega Um blues desajeitado Como eu sou na vida.

19 visualizações0 comentário