top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Avesso da Devoção, por Paula Valéria Andrade


Sábado no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com a poeta e escritora de São Paulo (SP). Paula Valéria Andrade, com seu poema intitulado Avesso da Devoção.


Avesso da Devoção


Você estuprou meus ouvidos | abalou meus sentidos, me deixou no pinico | e na contramão.

Você me esgarçou | o tecido nervoso, Fez roer osso, | calou no coração, o calabouço, | do não-perdão.

Eu vivo a busca da beleza | a tal, da delicadeza que não cabe a tua mesa | e nem no teu bordão.

Agora, | já passou da hora |da tal contramão. Vou voar noutros ares | respirar lugares Perceber a dor de antemão | dançar até rasgar o chão.

Agora, | já passou da hora, | chega, | vou me embora Ser feliz no mundão.

E você, | fique bem contigo, Com todos teus amigos | e quem mais, for teu quinhão.

É melhor viver | feliz, do que ser | como você quis, Não nasci | para ser sua atriz.

Patriarcado | paternalismo, Machismo | fica contigo, Quero, não!


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page