top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Autobiografia, por Sylvia Cesco

Sexta-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com a escritora e poeta de Campo Grande (MS), Sylvia Cesco, com poema intitulado Autobiografia


Autobiografia

Sylvia Cesco


Mulher do Mato:

Puro desacato

No ato

Se lhe cortam as asas

Ou lhe interrompem o voo


Mulher do Mato:

Guavirosa e guavireira

Gente-bicho cerradeira

Mãe da Lua parideira

Filha de cheiros verdes


Desassombrada semente

Farpa de arame não a prende

Mourões não a silenciam

Nem lhe tiram o pólen

Nem o vento a engole

Visto ser ventania


Mulher do Mato:

Menina

Que o Tempo não desatina

17 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 bình luận

Đã xếp hạng 0/5 sao.
Chưa có xếp hạng

Thêm điểm xếp hạng
Maria de Lourdes da Costa
Maria de Lourdes da Costa
12 thg 5, 2023

Que maravilha, isto é poesia, com cheiro, com sabor, com ervas e frutas do cerrado.Mulher é bicho do mato, quando lhe cortam as asas, o voo e certeiro, vai fazer ninho na cidade, vai aprender coisas diferentes. Vai parir conhecimentos, estudar e fazer poesia.Obrigada Poesia por está lindeza.Amei ler-te nesta manhã de sexta-feira.Beijos💋💋💋❤️🌹

Thích
bottom of page