top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - Ausência, por Gerson Marques Camargo



Terça-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o poeta de Rio Brilhante (MS), Benedito CG Lima, com Ausência.


Ausência

Quando eu estiver ausente

Ouça aquela canção que a gente ouvia

Se estiver triste com a minha ausência

Lembre-se das coisas que a gente ria...


Quando eu estiver ausente

E a saudade te tocar

O seu coração não mente

De mim você há de lembrar...


Quando eu estiver ausente

E a sua voz se calar

Ouça a voz do silêncio

Deixe a lembrança te levar...


Mesmo que esteja ausente

Sentirá a minha presença

O sentimento toca na alma

Mas é o coração que sente...


Quando eu estiver ausente

Lembre- se das tardes de primavera

Quando contemplava-vos o por do sol

Você me esperando na janela

Com as cores reluzentes do arrebol...


Quando eu estiver ausente

As lágrimas dos seus olhos rolar

As lágrimas brotam dos olhos

Mas deságuam no coração

Como as águas que vão para o mar...

          

Gerson Camargo

17 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

댓글 1개

별점 5점 중 0점을 주었습니다.
등록된 평점 없음

평점 추가
게스트
1월 30일

Bom dia Confrade, uma linda poesia com tom de despida. Ausência, sentimos todos os dias dos amores que partiram e deixaram saudades e lembranças nos nossos corações.

Obrigada poeta por mais uma poesia.

Maria de Lourdes da costa.

좋아요
bottom of page