• Alex Fraga

Poesia - "Aprendiz Errante", de Paula Valéria Andrade

A poetisa e escritora paulistana, Paulo Valéria Andrade que já esteve no ano passado na Feira Literária de Bonito (MS), mostra sua poesia em tempos de pandemia. "Aprendiz Errante", do seu


livro "A Pandemia da Invisibilidade do Ser", pela Editora Algaroba.


APRENDIZ ERRANTE

(...) "Aprendiz errante, Anjo de Dante, Não pode ser Um sujeito normal.

E o desejo ocluso imprime, Na memória fotográfica, O que cabe no homem e não na máquina. As ressonâncias do encontro - e-ou – desencontros, O que não traz previsibilidade estruturada. O cálice do caos, Na sombra revelada. (...) No tango do TAO, E sua elucubrada Matemática. A noção que pensamos ter da vida, Está toda muito errada."

52 visualizações0 comentário

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W