top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Poesia - A Última Cheia, por Gerson Marques Camargo

Terça-feira no Blog do Alex Fraga é dia de poesia com o escritor e poeta de Rio Brilhante (MS), Gerson Marques Camargo, com "A Última Cheia".

A Última Cheia

Um condor voando alto pássaros gorjeando nos galhos de um copado tarumã a onça pintada da um salto sobre um jacaré desavisado.

O boi morrendo atolado é a cheia chegando por lá nuances de um tempo onde o boi vira alimento do sanguinolento carcará.

As águas trazem o alimento destruído pela seca e as queimadas Deus tem o seu devido tempo nos encantos dessa estrada. As águas vão subindo cobrindo sua imensidão ninhais, bichos e animais aves, em grande concentração.

As águas destruindo pontes transbordando rios, lagoas e igarapés saindo pelas vazantes nos antigos lagos de Xaraés.

O pantaneiro levando a boiada pra fugir da grande cheia a procura de outra invernada deixando seus rastros na estrada que o pantanal serpenteia.

São ciclos da planície pantaneira o ciclo da seca e o da cheia uma surpresa em cada olhar o biguá mergulha, pega o peixe para os nossos olhos contemplar.

No pantanal alagado o céu é mais bonito um horizonte azulado com as cores do infinito...

Gerson Camargo


25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Komentar

Dinilai 0 dari 5 bintang.
Belum ada penilaian

Tambahkan penilaian
bottom of page