• Alex Fraga

Poema - "Bem Ali", por Athayde Nery

Quinta-feira no Blog do Alex Fraga é o espaço literário para o poeta e escritor sul-mato-grossense Athayde Nery, com seu poema "Bem Ali", publicado no seu livro “Silêncio escancarado” "Bem ali"


Estou pisado de calçadas mal acabadas, cheias de escarros e buracos Estou Casimiro de tristeza. Minha mesa vive posta, se esbaldam e vão embora. Eu, vadio apreendo e vou andando. Conheci Byron e sua “Parisina”, beijava como hoje e já gozava. Aaah! Meu entorpecimento pelo mundo faz ranger minh’alma. Quero ser é vagabundo e tatear velhas estrelas. Me aquecer de luas. Me corromper de ruas infinitas e morrer! Morrer feito um jardim. Um lírio aqui, outro acolá. A rosa púrpura A grama escura Restos de espinhos Um pinho ao fundo curvado de cansaço. E bem ali escondido, um ninho de pardal olhando o meu fim! .


65 visualizações0 comentário