• Alex Fraga

Opinião - Cantora Layne Francinny é um talento escondido em sua simplicidade


Susannah Clark escreveu: ”Você tem que cantar como se não precisasse de dinheiro, amar como se você nunca fosse se ferir. Você tem que dançar como se ninguém estivesse olhando. Isso tem que vir do coração, se você quer que dê certo”. Essa frase se encaixa perfeitamente para a jovem cantora Layne Francinny que há algum tempo vem aparecendo em shows de sua irmã Gessica Fernanda, a Gessy da The Rhivo Trio, mas que tem um potencial também invejável.


O público deve prestar um pouco mais a atenção em certos talentos que para alguns que são considerados coadjuvantes de outros artistas, não passem desapercebidos. Mas, horas, se tem potencial para subir ao banco e cantar justamente em um show onde um grande nome está se apresentando, com certeza tem talento de sobra. É assim que sempre vejo nessa cantora que vejo essa grande artista que vem se despontando no cenário musical sul-mato-grossense e que com certeza

já está passando da hora de ela montar um trabalho solo e voar pelos ritmos musicais, seja ela na MPB, Blues ou Rock.


Layne Francinny canta com o coração e mesmo sendo “fã de carteirinha” de sua irmã (algo natural), brilha em cada participação em shows. Mas muitos vão até dizer o porque insisto em jogar a jovem cantora na “arena musical” campo-grandense? É que talento não pode ser desperdiçado e sim ser alertado para que ele não se perca. É vocalista da banda Sonoro Acústica, no entanto, não tem o merecido espaço (pelo menos ainda não assisti uma apresentação completa). Necessário sim, ampliar os horizontes e saber que tem potencial de sobra para seguir uma carreira solo. É aquilo: como uma ave, nascida para a alegria, ficar numa gaiola e cantar? William Blake está certo, pois é preciso ter voos mais altos.


É maravilhoso ouvir o “duelo musical” em um show da Gessy com a The Rivho Trio e Layne Francinny cantando por exemplo “Whole Lotta Love”, do Led Zeppelin. O potencial agudo de Gessy maravilhoso se destaca para todos os que assistem, no entanto, Layne Francinny não se intimida e com sua voz mais suave, que está na estrada certa, buscando o melhor. Pois bem, se atentem mais nessa cantora de uma geração de vozes femininas que a cada ano vem crescendo no Mato Grosso do Sul. É acreditar sempre!

184 visualizações

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W