• Alex Fraga

Opinião – Arte sobrevive e erro é “reparado” no muro da Vila Nasser !

Já diz um provérbio chinês: “Um erro da largura de um fio de cabelo pode causar um desvio de mil quilômetros”. Assim pode-se dizer o que fizeram há dois anos, sem qualquer consulta a uma comunidade e principalmente para a artista visual e que poderia transformar e mais uma catástrofe, foi reparado, apesar do tempo. Algo que decidido na calada da noite, de um mau gosto e principalmente de uma crueldade tamanha com a Cultura. Há dois anos, funcionários da Funesp (Fundação Municipal de Esportes) obedecendo ordens superiores, como se fossem os donos do mundo, simplesmente apagaram a arte de grafite da artista Grolli no muro do Centro Olímpico

da Vila Nasser em Campo Grande (MS), alegando que “não era apropriado” e posteriormente pintaram todo de azul. Foi um duplo homicídio cultural: a arte de Marilene Grolli e a comunidade local foram “pegas” de surpresa por pessoas que nem sabem o valor sentimental que a arte faz na mente e no coração do ser humano. A artista que é uma das principais grafiteiras do Mato Grosso do Sul e reconhecida nacionalmente, ficou desolada e houve uma reação muito forte dos moradores e amantes das artes. Nesta segunda-feira (15), esse “duplo homicídio” ressuscitou. Uma vitória da Cultura. Uma prestação de contas com a artista e a comunidade, já que a arte o muro do Centro Olímpico é um acervo cultural da região. Quem ama e entende de arte sabe o que significa. Por sua vez, bom saber que o secretário municipal de Cultura e Turismo, Max Freitas teve a sensibilidade de entender e tentar de todas as formas “reparar” esse erro absurdo e chamar Grolli para que novamente fizesse outra arte. Com certeza ele deveria estar muito incomodado com essa situação, que apesar da negativa da Funesp de não saber de onde partiu a ordem do “assassinado” (algo natural quando se defecam as coisas ruins), a arte renasceu e com todas as pompas merecidas, com direito a placa de acrílico e tudo. As pessoas, principalmente as que trabalham nos órgãos governamentais, deveriam ler e depois lembrar o que Nietzsche disse: “Temos a arte para não morrer da verdade”. Que sirva de lição para muita gente que acha que entende de alguma coisa. Por favor! Não comentam mais atrocidade cultural como ocorreu na Vila Nasser. A Cultura e a população merecem mais respeito. Em tempo: devo ressaltar que nenhum dos vereadores eleitos, principalmente os que tinham como bandeira a Cultura, compareceu! A eleição já passou... Mas mesmo assim, Grolli e a comunidade da Vila Nasser !

96 visualizações2 comentários