• Alex Fraga

Música - Vini Del Rio faz rock e R&B no single “Disfarce”

*** Matheus Luzi***

Cantor de presença das noites cariocas e vocalista de duas bandas de rock clássico, Vini Del Rio dá sequência à sua carreira solo e autoral com o single “Disfarce”, um mix de rock, R&B, diversão, liberdade e possibilidades noturnas. Com melodia do artista e letra de seu marido Lennon, a canção está disponível nas plataformas de streaming e em clipe no Youtube, com participação do ator Alex Marcolini.


Iniciada durante uma produção de beats, “Disfarce” tem na letra a típica noitada sem ter para onde ir. “A música traz um conceito urbano, noturno, misterioso e sensual. A canção tem o objetivo de trazer uma sensação de frio na barriga e de que qualquer coisa é possível. A mensagem é ‘se jogar sem expectativa, sabendo que tudo pode acontecer, até mesmo nada’”.


A mensagem da letra acompanha uma sonoridade jovem, de fácil digestão e pop. O rock e R&B de “Disfarce” é inspirado em nomes como H.E.R, Gary Clark Jr, Black Pumas e The Roots. No entanto, Vini e o produtor musical Diogo Knust procuraram um arranjo mais leve, uma vez que julgaram mais importante evidenciar a história contada na letra.

Este é o segundo single que Vini lança a respeito do seu segundo EP solo. O trabalho de seis faixas é de um artista plural, com referências diversas. “Me inspiro nas grandes divas dos anos 1990 como Whitney e Mariah, até artistas nacionais independentes como Liniker, Luedji Luna, Majur, Xênia França, Davi Sabbag, Mahmundi, entre outros. O universo dos vídeos games também me inspira a criar arranjos menos convencionais.”

Ele também analisa suas letras de uma maneira geral. “Sempre alterno entre 3 temas: o início da paixão, o término e o desejo sexual. Tento trazer nas minhas letras sempre elementos lúdicos, gosto de falar do óbvio, porém de maneira diferente, aquela história do sexy sem ser vulgar.”

Biografia

Vini Del Rio é o nome artístico de Vinicius Oliveira, cantor e compositor gay de 30 anos, nascido no Rio de Janeiro. Aprendeu música na igreja, e depois canto e piano em escola especializada. Iniciou a carreira profissionalmente aos 21 anos ao ingressar nas noites cariocas, algo que se perpetua até o momento.

Entre 2013 e 2015, Vini foi o vocalista da banda Del Rio, com a qual lançou um EP. Com ela, conquistou dois prêmios. O primeiro foi o Festival de Bandas Independentes de Ourinhos. Em 2014, um ano depois, no Festival de bandas independentes do Rio, saiu vitorioso nas categorias “melhor vocalista”, “melhor música” e “melhor banda”.

Ainda em 2014, a banda Del Rio foi convidada para abrir o show da NxZero, em Ourinho, interior de São Paulo. Como músico convidado, Vini participou de festivais importantes como o WebFestValda e Festival Rock 80, além de festivais menores e até mesmo de “música de rezo”.

Além da banda Del Rio, o artista foi tecladista de outros cantores como Zé Henrique (banda Yahoo), Alle, Stephanie Ray, e outros. Atualmente, Vini é vocalista de duas bandas de rock clássico (Miles Away e Vini e Bandaleve), e trabalha no seu projeto solo e autoral, tendo lançado um EP gravado de forma caseira, os singles “Algo Incomum” e “Disfarce”, e em breve a canção “Repousa”, feat com o cantor de funk carioca Arttur, e um novo EP.

Ficha técnica

Produção e gravação de instrumentos (guitarra, baixo, beats): Diogo Knust

Produção, composição e gravação de instrumentos (piano, voz, synths): Vini Del Rio

Letra, identidade visual, direção de arte: Lennon Ferreira

Direção e roteiro do clipe: Alex Marcolini

Letra

Ponho uma playlist pra tentar cobrir o silêncio

Mas aqui dentro do peito quero algo mais intenso

Buscando na tela por alguém que esteja por perto

Alguém que me queira pra agora ou pra algo mais certo

Mas as horas passam e eu sigo perdendo meu tempo

Sempre as mesmas caras ocultas num app sem sentimento

Se eu sair pra tomar qualquer coisa que seja mais forte

Quem sabe essa pode ser minha noite de sorte

Hoje eu vou pra qualquer lugar

Nem que seja pra mesa de um bar

Se precisar eu vou me disfarçar

De algo que eu não sou, pra alguém me notar

Saio de casa pra pegar um metrô pro centro

E pelo caminho um olhar me encara por um momento

E eu fico atento pra ver onde ele vai descer

Em três estações desembarco e vou ter que te esquecer

Nos bares conversas, murmúrios e até confusão

Em cada beco da cidade alguém quer diversão

Depois de umas tragadas, nas ruas da Lapa, a mente alterada, e agora eu quero sedução

Essa noite, sozinho eu não fico não.


*** É jornalista fundador e responsável pela Revista Arte Brasileira

33 visualizações0 comentário