top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Livro - Passarinhos no quintal mostra toda sensibilidade de Suzana Arakaki

Doutora em História fala do seu livro de colorir aos alunos da rede pública na II FELIT

O que se pode escrever sobre uma professora universitária, doutora em História e que desenvolve vários projetos de pesquisa, se interessar em montar um livro de colorir, através de sua observação com seus netos de pássaros em seu quintal. Duas palavras podem definir: sensibilidade e pureza!. Suzana Arakaki, uma estudiosa, residente na cidade de Dourados (MS) e que já escreveu cinco livros de pesquisa, em tempos de pandemia no ano passado, mudou toda sua rotina e aventurou-se em montar essa obra de colorir e que a intitulou: "Passarinhos no quintal". Conversando com a professora escritora nota-se que ela é daquelas mulheres amantes da natureza e das aves principalmente pois é adicta do olhar. Uma pessoa que já nasce sabendo fotografar, e enxerga as coisas miúdas.


Na II Feira de Literatura de Dourados, realizada na semana passada, mais uma vez ela esteve lá como uma "contadora de histórias" da natureza, dos pássaros, da vida, para os alunos das rede municipal e estadual. "Comecei minha carreira acadêmicia em 2008 e quando você entra nesse setor, fica praticamente sem tempo. Escrevi cinco livros por objetos de pesquisa para a área de história e outras também. Terminei o doutorado em 2015 e agora estou conseguindo fazer o "diferenciado" do que vivi neste tempo todo. Pensei então que gostaria de fazer algo mais jovem, para atingir crianças, por exemplo. Quando meus netos nasceram, desde 2017, resolvi elaborar um livro para colorir, mais especialmente para eles, no entanto foi-se direcionando aos pais e educadores", comenta.


Na apresentação do seu livro de colorir, Suzana relata que em 2017 se tornou avó dos gêmeos Gustavo e Miguel e os incentivou na atividade de abservação de aves. "Desde bebês eles observam pássaros comigo no quintal de minha casa. Não conhecem todas as espécies é claro, mas sabem qual é o pica-pau Benedito de testa amarela. São muitas espécies no quintal de casa e então resolvi fazer esse livro. Hoje eles têm 5 anos e já conhecem vários tipos de pássaros, como gavião, sanhaço, pardal, entre outros. Na chegou meu "avónato" e estou seguindo assim. Eu na realidade batalho nessa área do meio ambiente há tempo e dou aulas de histórias ambiental e regional. Posso dizer que quando voê conhece a natureza, tudo é mais encantador. Nas últimas férias por exemplo, eu e a professora Luciane percorremos algumas cidades de Mato Grosso do Sul, como Aquidauana, Corumbá, Porto Murtinho para ver como estava a saúde ambiental dessas regiões. Estivemos também em Paranhos. Temos esse costume de ver como está o meio ambiente. Todos os sábados saio para observar aves e pássaros para fotografar", acrescentou.

OBSERVADORES - Suzana Arakaki participa do Grupo de Observadores de Aves da Grande Dourados que tem como um dos objetivos, além de incentivar outros observadores de aves, fotógrados, ornitólogos, guias de turismo e amantes da natureza, catalogar seus avistamentos. "Nós observamos e posteriomente avisamos qual tipo de ave tem na localidade e colocamos assim em uma plataforma. Posso dizer com clareza que isso se chama ciência cidadã".


A educadora-doutora com a publicação do seu livro de colorir "Passarinhos no quintal", após publicação, foi se oferendo nas escolas, principalmente de educação básica e nos maternais onde as crianças prestam mais a atenção. "Tenho a oportuinidade de falar do Benedito de testa amarela (pica-pau-de-cabeça-amarela), que tem o nome científico de Melanerpes flavifrons. Essa designinação é assim pois o nome do pássaro muda de região para região e facilita a ciência. O Benedito vai em minha casa, pois planto mamão, laranja, pitanga, entre outras frutas. Lá ele come e esse tempos levou o filhote que coloquei o nome de Ditinho. Fiquei de fevereiro a setembro observando. Ele é um pica-pau diferente. Fiz um curta metragem e estou produzindo agora um livro escrito. Fiz para as crianças pensarem. O Benedito sumiu e estou triste, pois quero um final feliz para ele. Quando falo dele para as crianças, elas mesmo dão outros finais para ele. Com esse verdadeiro laboratório, já me deu inúmeras ideias".

59 visualizações3 comentários

3 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
athaydeneryfreitas
athaydeneryfreitas
Dec 09, 2022

Passarinheira encantada de sol, árvores e aves! Parabéns

Like

Maria de Lourdes da Costa
Maria de Lourdes da Costa
Dec 09, 2022

Parabéns Confreira, merecido destaque

Like
Suzana Arakaki
Suzana Arakaki
Dec 09, 2022
Replying to

😍 obrigada querida confreira Maria de Lourdes da Costa!

Like
bottom of page