• Alex Fraga

Literatura – Colasanti e Lélia Rita serão homenageadas na FLIB 2019

Dois grandes nomes da literatura brasileira serão homenageadas na Feira Literária de Bonito – FLIB, que tem início nesta quarta-feira (3), com solenidade às 20 horas na Praça da Liberdade. Maria Colasanti e Lélia Rita de Figueiredo. A curadora do evento é a professora doutora Maria Adélia Menegazzo e pelo historiador Carlos Porto.


Marina Colasanti é poeta, romancista, contista e cronista, tendo publicado mais de 50 livros. É uma das mais premiadas escritoras brasileiras, detentora de vários prêmios Jabuti, do Grande Prêmio da Crítica da APCA, do Melhor Livro do Ano da Câmara Brasileira do Livro, do prêmio da Biblioteca Nacional para poesia, de dois prêmios latino-americanos, além do prêmio Portugal Telecom de Literatura 2011. Tornou-se hors-concours da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), após ter sido várias vezes premiada. Uma ideia toda azul (1979), Eu sei, mas não devia (1995), No labirinto do vento (2008), Mais de 100 contos maravilhosos (2016), Um amigo para sempre (2019), são alguns de seus livros. Na 5ª.FLIB, Marina Colasanti será homenageada com uma palestra da professora Maria Helena Touro Beluque, autora de As tramas dos contos de fadas na formação de sujeitos-leitores , dissertação de Mestrado em Letras, da Universidade Federal da Grande Dourados.



Lélia Rita de Figueiredo é poeta, advogada, conferencista, crítica de arte e escritora. Publicou os livros de poemas: Amor em todos os quadrantes (1977), Estação provisória (1983), Cantos, gritos e tombos (1986) em parceria com sua filha, também poeta, Dora Ribeiro, além de livros de ensaios. Foi diretora da Casa da Memória Arnaldo Estevão de Figueiredo (1995 -2006), que produziu o espetáculo multimídia Peabiru, em comemoração aos 500 anos do Brasil. Quando à frente do Departamento de Cultura do Estado, foi autora dos primeiros Projetos de Preservação Ambiental de Mato Grosso do Sul, entre eles o das Grutas do Lago Azul e Nossa Senhora Aparecida, em Bonito; e o Projeto de Preservação e Tombamento do Conjunto Arquitetônico do Casario do Porto, de Corumbá.

0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W