top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Literatura - Capital vai sediar Congresso Nacional das Academias Estaduais de Letras



Nos dias 19 e 20 próximos Campo Grande irá sediar o Congresso Brasileiro das Academias Estaduais de Letras 2023, que está sendo organizado pela Academia Sul-Mato-Grossense de Letras – ASL e irá reunir na capital cerca de 20 Academias Federativas e com a participação da Academia Brasileira de Letras – ABL. A literatura em nosso país e a importância das Academias Estaduais de Letras para o incentivo às atividades da educação, leitura e atividades literoculturais como um todo, bem como suas inter-relações e aproximação com a ABL serão alguns dos temas a serem abordados.

A abertura do evento será no Bioparque Pantanal, às 9h do dia 19. Segundo Henrique de Medeiros, presidente da ASL, “a realização de um encontro para maior integração nacional das Academias Estaduais de Letras é muito importante para a cultura do país e vem sendo aguardada pelos acadêmicos há um certo tempo” e a sua realização em Campo Grande se deu pela sensibilidade do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul por ação do governador Eduardo Riedel, através da Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania – SETESCC e da Fundação de Cultura do Estado. P

ara o secretário estadual Marcelo Miranda, da Setescc, “a valorização da literatura como fonte do desenvolvimento cultural da população é algo que proporciona a Mato Grosso do Sul caminhos para o fortalecimento do pensamento crítico da população e os benefícios que isso proporciona ao processo de cidadania plena”. Após a abertura do evento no Bioparque, todas as atividades restantes dos dias 19 e 20 serão no auditório da ASL, em sua moderna sede na rua 14 de julho, 4653, nos Altos do São Francisco.

Cerca de vinte Estados e o Distrito Federal já confirmaram presença no Congresso e a presença também confirmada de imortais da Academia Brasileira de Letras permitirá uma ampla reflexão sobre possibilidades da difusão da Literatura no país. Mesas-redondas discutirão literatura e haverá reuniões e trabalhos internos entre as Academias. O diretor-presidente da Fundação Estadual de Cultura, Eduardo Mendes Pinto, destacou o fato do Congresso não se manter apenas fechado para as Academias, e as mesas-redondas serem abertas ao público na tarde de sexta-feira, “para que a classe cultural possa participar de debates importantes para o setor, inclusive de forma nacional”.

A programação do evento se estenderá pelas manhãs e tardes dos dias 19 e 20, e terão entre seus temas de discussão, além das pautas voltadas às inter-relações das oficiais Academias Estaduais de Letras, o diálogo da literatura entre os Estados brasileiros, a literatura como suporte das manifestações culturais entre os Estados, a contextualização da atual fragmentação caótica de textos na internet e os saltos e quedas da Literatura em função da tecnologia e IA. (Ass.Imprensa ASL)

62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page