• Alex Fraga

Exposição - Adilson Schieffer mostra “Pássaros do meu quintal” nesta quarta

Trabalho do artista poderá ser visto até o dia 21 na Galeria de Vidro na Capital

Um dos principais artistas visuais de Mato Grosso do Sul, Adilson Schieffer, abre nesta quarta-feira (6), ás 19 horas, sua exposição “Pássaros do meu quintal”, na Galeria de Vidro na Avenida Calógeras, n.º 3.105, esquina com a Avenida Mato Grosso, no centro. Adilson preparou sua série mais recente, produzida a partir da observação de pássaros do Cerrado e do Pantanal em sua casa, uma chácara em Campo Grande (MS) que funciona também como ateliê. Os trabalhos ficarão até o dia 21.

Ao todo, serão exibidas 15 pinturas em óleo sobre tela e cinco gravuras. As aves retratadas, longe do óbvio realismo, são apresentadas quase como entidades, animais de força, seres que tornam nossa estadia pelo planeta possível, amorosa e encantada. De acordo com o autor das telas, “os pássaros inspiram os voos simbólicos que precisamos dar para evoluirmos e levarmos mais cores, poesia e música à nossa consciência humana”.

Natural de São Manoel, no interior de São Paulo, Adilson desembarcou em Campo Grande em dezembro de 1982, já com a experiência de produzir cartazes de eventos comemorativos e outdoors para o cinema de sua cidade. “Quando cheguei, a primeira coisa que fiz foi me matricular no curso de Educação Artística da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul [UFMS]. Fiz parte da primeira turma”, recorda.

Ao longo de seus 40 anos de carreira, o artista se consolidou como um dos principais nomes das artes plásticas no Estado, focando em símbolos e representações da fauna e flora da região, além de utilizar técnicas gráficas e de produção de tintas típicas dos povos originários – em especial das tribos guarani e kadiwéu. Para a mostra do Prêmio Ipê, Adilson preparou sua série mais recente, produzida a partir da observação de pássaros do Cerrado e do Pantanal em sua casa, uma chácara em Campo Grande que funciona também como ateliê. (Com Ass. Prefeitura)

30 visualizações0 comentário