• Alex Fraga

Dourados - Kombi "Cordelteca" é criada por professora para divulgar literatura


Mostrar e divulgar amplamente a Literatura de Cordel em todo o Mato Grosso do Sul. Assim a professora aposentada de Dourados (MS), cordelista Aurineide Alencar que sempre utilizou esse trabalho literário como meio de facilitar no processo de "lectoescrita", na Rede Estadual de Ensino, resolveu criar a "Cordelteca Itinerante" e aproximar ainda mais esse trabalho tão rico da literatura brasileira para as pessoas.

Ao Blog do Alex Fraga, Aurineide Alencar afirmou que após aposentar surgiu essa ideia que a princípio seria em sua residência. "Vendo a necessidade de ir ao encontro do leitor, em escolas, feiras e outros, foi que surgiu essa ideia da Cordelteca ser itinerante. Tenho um acervo de mil exemplares de folhetos de cordéis clássicos e contemporâneos em Literatura de cordel brasileiro. O objetivo é principalmente a junção de culturas, visto que todas as artes de xilogravuras que faz parte da Kombi, é representando o Mato Grosso do Sul, bem como meus cordéis que a grande maioria , faz referência ao Estado".


Aurineide Alencar realizou no último dia 20, o lançamento oficial da Cordelteca Itinerante #cordelsemfronteira, no Espaço Cultural Cantinho do Cordel em Dourados. Um projeto contemplado pela Coordenação de Integração de Políticas da Cultura Popular e da Diversidade Cultural- (COCIF), Edital de Cultura Popular Edição Teixeirinha do ano 2019. O Espaço Cultural também já teve outras premiações.

O lançamento aconteceu em um evento de cultura nordestina com comidas típicas e brincadeira folclórica, quebra panela. O evento contou com familiares e amigos e autoridades, como a poeta Odila Shwingel Lange, presidente do Instituto Pirâmide e presidente da Academia de Letras do Brasil/Dourados, vereador e apologista da Literatura de Cordel, Sueldo Miranda e representante do SIMTED, professora Márcia Xixa. Ocorreu uma apresentação de dança com a professora e proprietária do Studio Jacy Brasileiro e bailarinas, aprofessora Raiane Nolasco e a aluna Natália Delgado.



Aurineide Alencar de Freitas Oliveira é professora aposentada na Rede Estadual de Mato Grosso do Sul- Brasil. Formada no curso de Letras, Pós-graduada e Especialista em Metodologia do Ensino Superior, Especialista e Mestra em Educação. Reside em Dourados/MS- Brasil. Tem cinco livros publicados: Nas veredas do cordel, Vida em versos, Mato Grosso do Sul nas asas do cordel, Pescador de cantos e Embrenhando-se em cordel, dois e-books: Dourados vive o cordel e Semeadora de cordéis. Cento e onze Folhetos de cordéis publicados. Forma a dupla: Óxente & Tchê com a escritora e poetisa: Odila Schwingel Lange. Participação em mais de cinquenta Antologias, nacionais e internacionais, tendo várias premiações em concursos Literários. Membro da Academia Douradense de Letras( ADL), Academia de Letras do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul (ALB/MS), Academia Feminina de Letras e Artes do Mato Grosso do Sul (AFLAMS).Academia Literária do Clube da Poesia Nordestina (ALCPN), União Brasileira de Trovadores (UBT). Academia de Letras de Teófilo Otoni/MG (ALTO), Academia Norte Rio Grandense de Literatura de Cordel (ANLIC) ) Academia Internacional de Literatura Brasielira, Acadêmica associada da Academia Latino americana de Literatura Moderna(ALLM), sócia da União de Escritores e Artistas de Tarija/Bolívia. Membro do Movimento Cultural Cordel das Rosas. Membro da Confederación Internacional de artistas , Académicos y Escritotres (CIAAE). Membro e Conselheira fiscal no Instituto Pirâmide. Embaixadora da paz: (France & Suisse).Embaixadora Universal da Cultura com aval UNESCO) Benfeitora da Educação e da Cultura (CIAAE).


Sou Aurineide Alencar

Sou poeta Cordelista,

Eu tive grande conquista

No mundo do versejar.

O verso é meu respirar,

É minha vida, meu mundo,

Meu pensamento fecundo

Voa nas asas da rima,

A poesia me anima

De modo muito profundo

125 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo