• Alex Fraga

Crítica – Sambistas das antigas dão show em live “A Vila Convida”


Um dos mais importantes compositores do país, Chico Buarque já dizia: “Menino quando morre vira anjo; Mulher vira uma flor no céu; Malandro quando morre vira samba”. E quando relembramos de sambas dos bons tempos, com certeza enxergamos mais ainda quando se faz algo de qualidade e amor... tudo vem a florir. No último sábado (18), no projeto “A Vila Convida”, live que é promovido pela Escola de Samba Unidos da Vila Carvalho, de Campo Grande (MS) e comandado pelas talentosas meninas do Grupo Sampri, trouxe três músicos que fizeram parte de um movimento de samba e pagode dos anos 90 e que lotavam todos os locais onde se apresentavam. Henrique Fernandes e Juninho GH fizeram parte do “Gente Humilde” e Sidney Guerreiro, do “Só Pra Descontrair”. Os dois primeiros mostraram como se faz um bom samba e relembraram sucessos de outros grupos que na época explodiram no país, como Raça, Fundo de Quintal e o Raça Negra. Acompanhados por Renatinha, Magally e Luciana, Adriano Coelho e Wlauer Carvalho, foi um fundo de nostalgia do melhor do samba e pagode. Nada de gritaria e som alto como ocorrem hoje em muitos grupos que se formam a cada “semana” na cidade. Cantaram, sorriram, brincaram e contaram algumas histórias interessantes, desde o início de suas carreiras. Uma descontração total, principalmente por parte do sempre alegre Juninho, de que sabe o que a alegria faz bem para o coração. Henrique e Juninho não são sul-mato-grossenses, mas brotaram suas raízes em Campo Grande e daqui permanecem para sorte daqueles que adoram a boa música, principalmente o samba-pagode de alto nível. O mesmo fez o campo-grandense Sidney Guerreiro, que participou do “Só Pra Descontrair” e que na época arrastava centenas de pessoas para ouvir essa “moçada” tocar. Sidney continua com uma bela voz, até melhor do que antes, o que demonstra que apesar de hoje não estar mais trabalhando com música, o samba nunca saiu de seu coração. A apresentação dos três músicos “das antigas” sem dúvida marcará muito essas lives do projeto “A Vila Convida”. As meninas do Sampri por sua vez, apesar de não serem dessa época, cresceram ouvindo essas caras e com certeza, pelo histórico familiar, a qualidade fez com que formassem esse que é hoje uma das referências no samba de Mato Grosso do Sul. De parabéns a todos por fazerem os amantes da boa música recordar dos bons tempos do samba e pagode de Campo Grande. Sem dúvida foi a melhor até hoje no projeto de lives da Vila Carvalho. E viva o Samba !

253 visualizações1 comentário

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W