• Alex Fraga

Crítica – “Respeito ao Tempo”: delicadeza e sensibilidade musical!


A composição “Respeito ao Tempo”, de Celito Espíndola e Pedro Espíndola nada mais é do que a magia do respeito e amor ao próximo, que são virtudes das almas elegantes. Os dois lançaram na semana passada, mais precisamente no dia 31, essa canção e imediatamente fãs dos músicos e até alguns órgãos de imprensa deram até mais atenção pela primeira parceria entre pai e filho do que propriamente no recado musical e poético deles. Até acho natural. No entanto, acredito que o mais importante é que esses artistas transmitem a todos que a vida pode ser mais tranquila quando há paz e compreensão. Uma letra que mostra muita sensibilidade e nos leva a pensar ainda mais nesse tempo de pandemia. “Sossega o peito, sinta ar/Vento venta e pode nos fazer voar/Aquece a alma, não transbordar/O pensamento endoidecido acalmar/ O giro da ampulheta /No segundo que passar/Nas tardes de domingo/Tudo pode mudar/Sossega o peito, viva a vida/Tudo em seu lugar/Respeito ao tempo/Tempo, tempo/Tudo vai curar/Sossega o peito, vida leve/Porque não sonha? Respeito ao tempo/ Tempo, tempo/Que nos levará”. Celito e Pedro mostram nessa canção as coisas mais simples e que todos deveriam seguir, independentemente de uma pandemia. O que eles cantam são coisas naturais que infelizmente deveriam ser constantemente falado, cantado, rimado ou mesmo até gritado para que muitos acordem e sejam pessoas do bem, para transmitir principalmente o amor e o respeito. Essa canção “Respeito ao Tempo” me fez também lembrar uma frase de Clarice Lispector que diz: “"Mas nem sempre é necessário tornar-se forte. Temos que respeitar a nossa fraqueza. Então, são lágrimas suaves, de uma tristeza legítima a qual temos direito. Elas correm devagar e quando passam pelos lábios sente-se aquele gosto salgado, límpido, produto de nossa dor mais profunda.". Que bom ouvir suavidade musical e principalmente desses artistas sul-mato-grossenses. Celito é sem dúvida um dos principais nomes da música do Estado. Pedro segue assim a saga de uma família rica em Cultura! Vale a pena ouvir todos os dias!

95 visualizações0 comentário

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W