• Alex Fraga

Crítica – Rae Portosol e sua bela musicalidade em “Trilhos Urbanos”


É extremamente gratificante ouvir um trabalho musical com tanta sensibilidade e harmonia. Letras que brilham nos olhos. As pessoas que gostam dessa musicalidade que faz bem para o coração, com certeza poderão presenciar no disco intitulado “Trilhos Urbanos”, do músico, cantor e compositor sul-mato-grossense, de Três Lagoas, Rae Portosol. Atualmente residindo no Rio de Janeiro, o artista tem um som ímpar e consegue transpor em 15 belas canções deste disco autoral, aquela sensação gostosa de que vale a pena ter em casa, no carro ou em qualquer que seja o local para ouvir verdadeiras “lições musicais”. Rae Portosol é daqueles grandes artistas que infelizmente não é tão valorizado como deveria ser em Mato Grosso do Sul e não está a “lista” dos considerados “grandes” justamente porque escolheu outros caminhos, saindo da sua cidade natal para dar grandes voos e com certeza está conseguindo muito mais com esse trabalho de ponta. O novo disco ele mescla rock, pop rock, reggae, canções românticas e até mesmo se arrisca em um xote-forró bem interessante. “Prisma” inicia esse trabalho já com a força do rock dando a luz pra que veio e suas tendências musicais. “A Nova”, um reggae maravilhoso e que tem a cara dos ritmos que Rae gosta de estar sempre presente em seus sons. Então ele faz mais um rock, “Baby” e em seguida vem diferentemente de sua direção musical, com um surpreendente xote-forró chamado “Dança das Cadeiras”. “A Bela e a Fera” coloca toadas de guitarras e faz que a pessoa viajar em um sonho. Essa tendência de amor aparece “Terceira Visão”, que particularmente é a melhor do disco. Nessa canção Rae Portosol se atira no verdadeiro amor e brilha com nunca com sua voz. Uma balada fantástica! A origem da negritude do artista não é esquecida com o rap “Ocaso da Paixão” e o reggae “Gritos”. “Sempre Mulher” faz uma linda homenagem às mulheres. O músico retorna com “Cruzada entre a Cruz e a Espada”, um pop rock misturado com toque de reggae. Também interessantíssima da música “Uma Deusa Mulher”, onde cita cantora Negra Li e até mesmo a atriz Claudia Raia. E assim encerra seu lindo trabalho com “Promessa de Verão” e “Banda Podre”, “Made in Brazil”. Esse trabalho vem sendo mostrando também através de clipes nas redes sociais e com belas produções. Para quem quiser ouvir esse grande trabalho musical ele está disponível no Youtube, Youtube Music, Deezer e Google Play Music. Vale muito a pena ouvir...

0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W