• Alex Fraga

Crítica – “Palavra Venérea”: um livro que aproxima a sensualidade das palavras


Sensualidade nas letras com ou sem métricas. Independentemente da forma da conjugação da palavra, os poemas do livro de Alessandro Sputnik intitulado “Palavra Venérea” é esse retrato gostoso de ler e gradativamente a cada página, realizar em palavras essa aproximação física diante a realidade do amor ou do apenas “ficar”. O erotismo mescla com outras necessidades de falar e mostrar o que está sentindo de imediato.


A poeta e crítica literária, Raquel Naveira foi enfática e acertou em cheio quando escreve: “conjunto de poemas instigantes, contemporâneos, ora abruptos, ora ternos, sempre atirando pedaços de pedra ou cacos de estrelas nas vidraças de nossos sofismas. O erotismo, essa “dupla chama vermelha e azul”. Então é por isso que Sputnik consegue transportar esses sonhos em realidade poética. A cada frase ele transporta às vezes até a loucura invariável em ternura eterna poeticamente falando.


Em tempo, ele consegue ser sensual com “A Cigarra e a palavra” quando escreve: “Queria absorver-te e ser tua língua e ser teu sorvete e ser tua fuga. Teu batom permanece em meu cigarro (fiz-me orgasmo em teu cinzeiro)”. E outro poema já mostra o desespero imediato com “Auto-Retrato”: “Meus olhos imitam uma escultura abstrata,um rio na estrada. A noite é dolorida para quem já morreu. Uma estrela delira de tanta dor.



O livro poético “Palavra Venérea” tem a “orelha do livro” do poeta, dramaturgo e artista plástico José Carlos Djandre Rolim e também o trabalho conta texto do professor de Literatura Brasileira, poeta e compositor, Fernando D’Andréa. Um trabalho que merece a leitura daqueles que gostam de poemas escritos sem medo do poder da palavra. Alessandro Sputnik crava na memória do leitor, essa verdadeira “bomba poética” dentro de nosso corpo. São mais de 70 poemas que transcendem ternuras, amores, desesperos, gana, gosto, gozos, beijos e loucuras indescritíveis. Vale a penar ler e passear nesses poemas de Sputnik.

182 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W