• Alex Fraga

Crítica – Encanto e musicalidade no show de Alzira E!


São raros os artistas do Mato Grosso do Sul que conseguem trazer um público seleto de grandes nomes na área musical. Ontem, foi um dia desses especiais com o show de Alzira E que fez uma justa homenagem para as mulheres. Alguns dos grandes nomes foram prestigiar essa que sem dúvida é uma das grandes estrelas da música sul-mato-grossense. Só para ter uma ideia: Guilherme Rondon, Moacir Lacerda, Geraldo Espíndola, Paulo Simões, Geraldo Ribeiro, Marcelo Ribeiro (Marcelinho), Begèt de Lucena, Zé Geral entre outros foram ouvir a sonoridade das canções de Alzira E. Acompanhada pelo baterista e percussionista Sandro Moreno, considerado um dos melhores do país, ela começou homenageando a “mais velha” de suas favoritas mulheres com poema que musicou de Cora Coralina, “Rio Vermelho”. Um verdadeiro escândalo musical poético. Em seguida, a canção em parceria como sua mana e tão maravilhosa quanto, Tetê Espíndola, com “Pelos Cabelos”, essa bem conhecida pelo público sul-mato-grossense. E assim, começou a passear com belas composições em parcerias como a que fez com Lucina, (da dupla Luli e Lucina) chamada “Guerra dos Egos”. Assim viajando pelas belas canções chamou ao palco Melissa Azevedo, uma cantora com uma voz especial e encantadora. Um momento singular de uma artista que merece mais espaço no cenário sul-mato-grossense. A canção “Para Elas” (composta em parceria com Alice Ruiz) foi um momento mágico entre Alzira E e Melissa. Depois foi a vez de Bianca Bacha, que faz um trabalho belíssimo com a Banda Urbem. “Ouvindo Lou Reed” (parceria com o poeta arruDa) foi a escolhida. Mais um momento de grande emoção para todos que estavam presenciando a apresentação singular. “Conversa Mole”, parceria com Iara Rennó, do álbum “O que vim fazer aqui”, deu um toque como ela mesma diz, mais “caseiro” e que agradou muito. Cantou um poema de Eunice Arruda, mãe do poeta paulistano e seu parceiro musical, arruDa. Fantástica interpretação de um poeta especial. Outra com Alice Ruiz intitulada “A Sobra Falta”. Por fim, chamou Jerry Espíndola, o mano mais novo que hoje é referência musical também para muitos artistas do Estado. Das várias canções, “Azeite”, composta por ela, Itamar Assumpção e Jerry deu o grande passo para um show que sem dúvida ficará marcado na Morada dos Baís. Finalizou com a extraordinária canção “Mulher o Suficiente”, parceria com Vera Lúcia Motta... Maravilhosa como sempre Salve sempre Alzirinha E!!! Iluminada!!!

0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W