• Alex Fraga

Crítica – Canção “O Poeta”: esperança nas vozes de Nando Dutra, Manu Paim e Chicão Castro


O cantor e compositor campo-grandense Nando Dutra, vocalista da banda Souldbra, no próximo dia 23 (sábado) estará divulgando em todas as plataformas sociais, a canção “O Poeta”, que tem parceria musical com os músicos Walter Corrêa, Bruno Piva, Caio Dutra e Deivid Kavalari. O gênero? É voltado para o Pop Trap (uma mistura entre hip hop, pop e música eletrônica). Mas como é esse som? Imagine uma música com batidas pertencentes ao hip hop, com uma produção polida, como de uma música eletrônica, e com as melodias pegajosas e marcantes do pop. É isso tudo junto! O interessante que neste trabalho é que Nando canta com dois convidados especiais: a cantora Manu Paim e o músico e cantor Chicão Castro. Mais uma vez antes do lançamento eu, através do Blog do Alex Fraga tive prazer de ouvir esse novo trabalho e que me deixou extremamente feliz, justamente por ter uma letra que mostra coisas boas da vida, como liberdade, beijo. gosto, olhar, mar e outros desejos de estar bem como nossa alma, principalmente neste tempo de “prisão provisória” devido uma pandemia e que infelizmente neste país só aumenta por causa da irresponsabilidade de governantes. Mas a música “O Poeta” chega para romper essas barreiras com muita felicidade. Nando Dutra é um cantor que sempre coloca ternura e cobrança em sua voz. Um artista diferenciado e que luta para melhores tempos em nossa sociedade hipócrita. E nessa gravação a grata surpresa de uma voz que merece ser mais ouvida pelo público sul-mato-grossense: Manu Paim. Acredito que tem uma voz para romper o estilo que ela trabalha (sertanejo) e que esse som gravado no estilo voltando para o pop rock, sem dúvida é uma nova estrada para ela e que em breve com certeza estará no primeiro time das grandes cantoras do Mato Grosso do Sul. Chicão Castro dispensa comentários. Na música “O Poeta” ele recita musicalmente, parafraseando o poeta Fernando Pessoa - poema “Navegar é preciso” com outra bela poesia elaborada por Nando Dutra intitulada “A realidade, uma Quimera”: Já dizia Fernando Pessoa/ “Navegar é preciso viver não é preciso”/Quero me perder no encanto desse olhar/De águas profundas e misteriosas /Onde pretendo descansar /A fome do teu riso inebria /Levando do inferno ao paraíso /Em uma doce fantasia de onde jamais quero me soltar /Me pega me arranha me prende em tua teia

/Pois foram essas artimanhas que me fizeram desejar/Em um simples fim de tarde me perdi admirando as curvas do teu corpo /Que hoje vejo em todo canto /Me fascinam e me acolhem como um belo despertar/Despertar para uma realidade paralela /De quem sabe uma quimera /Onde tudo é simples e luxuoso ao mesmo tempo /Tempo que preciso para junto contigo/Apenas navegar /Apenas navegar/... Uma canção linda e que sem dúvida se tornará outras das belas canções do Mato Grosso do Sul. Agora é só esperar dia 23. Vale a pena!



O Poeta

Letra – Nando Dutra

Música - Walter Corrêa, Bruno Piva, Caio Dutra e Deivid Kavalari.


Aquele fim de tarde

Pra ver o por do sol

Saudade não invade

Quem sabe dar valor

Curtir a liberdade

Sem pressa do amanhã

O beijo de verdade

Tem gosto de hortelã


Navegar

Na cor do seu olhar

Viajar

Sem pressa de chegar

Curtir a liberdade

sem pressa do amanhã


O beijo de verdade

Tem gosto de hortelã

Navegar é preciso

Parafraseando o poeta do mar

Perder o meu juízo

Viajar.

66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo