© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
  • Alex Fraga

Crítica – Bee Gees Alive encanta fãs no Palácio Popular da Cultura


Muita gente reclama das inúmeras bandas covers que estão esparramadas pelo Brasil. Mas isso não ocorre somente em nosso país, mas em todo o mundo. Muitos músicos tocam como uma forma de tributo e outros, além de tocarem, interpretarem, usam roupas e se apresentam da mesma forma que o original. No entanto, para realizar um trabalho como esse, é necessário muito profissionalismo, estudo, sempre na procura da perfeição. Isso tudo ocorreu mais uma vez em Campo Grande (MS), no último sábado, quando da apresentação do Palácio Popular da Cultura da apresentação da Bee Gees Alive, que retornou após dois anos. Por incrível que pareça, o show foi melhor do que o ocorrido em 2018. O interessante que a semelhança com os irmãos Robin, Barry e Maurice Gibb é incrível. O formato do show é idêntico ao do trio britânico com um cenário ao fundo mostrando flashes musicais das apresentações do Bee Gees. Os músicos ficaram posicionados exatamente como os Gibb faziam. Além de tudo, a semelhança física e do próprio figurino são impressionantes. O show no Palácio Popular que praticamente lotou o ambiente, começou com canções mais românticas e emocionaram a todos que amam o som dos Bee Gees. A semelhança das vozes de todos os três músicos é de ficar de “boca aberta”, já que a afinação foi perfeita. Bee Gees Alive fez um show lindo onde tocou os grandes sucessos da banda britânica, como To Love Somebody, Words, a linda canção Massachusetts, Stayin´Alive, More Than a Woman, I Started a Joke, Lonely Days, lembrando os “tempos da brilhantina” com Night Fever, entre outras belas como How Deep is your Love, e tantos outros sucessos que marcaram a carreira dos Bee Gees. Vale ressaltar o respeito e a interação que os três artistas tiveram com o público, mostrando a história dos Bee Gees. Eles relembraram passagens da juventude em São Paulo antes mesmo de serem covers, tirando assim gargalhadas de todos. Por outro lado, falaram da importância dos pais trazerem seus filhos em espetáculos como o deles que relembram uma época de ouro da música mundial e que infelizmente hoje já não se faz. A banda que acompanhou Junior Santana (Barry), Tony Escriptori (Robin) e Guido Roverso (Maurice) mostrou que tem excelentes músicos e que fizeram um ritmo fantástico do belo show. Mais uma vez Pedro Silva Promoções e Jamelão deram um grande presente de começo de ano para todos os sul-mato-grossenses. Quem venham mais excelentes espetáculos e que o público reconheça sempre e compareça nos eventos.

25 visualizações