• Alex Fraga

Crítica- Apesar de algumas falhas, Elton John Tribute agrada musicalmente o público!

Fãs da música de Elton John puderam reviver seus sucessos no último domingo no Palácio Popular da Cultura, em Campo Grande através do espetáculo do maestro Rogério Martins com o show intitulado “Elton John Tribute & Rocket Band”. Na realidade existia uma expectativa enorme sobre o evento, principalmente porque “Sir Elton John” tem toda uma desenvoltura e colorido no palco. Com isso, mesmo “cover”, a esperança era essa.


Mas de imediato, pode-se dizer que produção de Rogério Martins trazida para Campo Grande (portanto não a local), não foi a esperada. Na abertura não era necessário passar no telão algumas reportagens sobre a participação do artista em programadas das emissoras de TV do país. Achei fora do contexto. Ninguém queria saber se Rogério Martins participou do Faustão, Gugu, etc, etc. Todos estavam ali para ouvir o artista, as canções de Elton John. Outro detalhe, o figurino desapontou (pobre), já que Elton John sempre se destacou pelos looks brilhantes e extravagantes. O artista trocou de roupa três vezes em uma hora e meia de espetáculo aproximadamente.


Mas enfim, o show iniciou com a canção “Pinball Wizard”, eternizada no filme com a participação da banda The Who. Começava assim o trabalho desse artista que é considerado um dos 10 melhores covers do mundo. Pelo menos nas cinco primeiras canções deu para perceber que o som não estava bom, muito grave e que só depois foi acertado, o que garantiu assim ouvir direito todos os músicos com os seus instrumentos, principalmente o piano (improvisado) de Rogério Martins. Mas nada que atrapalhou o show, pois o público estava bem animado.


Com isso vieram: Candle in The Wind, Goodbye Yellow Brick Road, Nikita, Sacrifice, Your Soug, Daniel, Song For Guy, Little Jeannie (linda!). Rogério Martins também tocou outros clássicos, e uma delas foi “Skyline Pigeon” que lembrou muito minha juventude. Rocket Man teve seu destaque onde o artista desfilou no palco vestido de astronauta. Uma pena que não cantou “You Gotta Love Someone”. Sem dúvida, musicalmente e principalmente cantando, o artista é excelente, de primeiro nível. Mas no meio do espetáculo, pode apresentar uma canção autoral do projeto intitulado “Roma” que em breve estará lançando e percorrendo o país. Bela canção e que até brincou que não era mera coincidência a canção ser parecida com Guilherme Arantes de quem é grande fã.



Apesar de infelizmente não ter lotado o Palácio Popular da Cultura, a produção local merece todos os elogios em trazer Rogério Martins em Campo Grande. O artista e a Rocket Band são fantásticos. Rogério tem uma potente voz e afinadíssima lembrando sim o grande músico inglês. Os produtores Daniel Escrivano e Rogério Tozzette acertaram em trazer esse show. Patrocinadores deveriam sim apoiar mais iniciativas como essas que estão cada vez mais raras aconteceram na cidade.

0 visualização

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W