© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
  • Alex Fraga

Crítica – Américo e Nando brilham em Campo Grande e Dourados

When my eyes were stabbed by the flash of a neon light. A tradução dessa frase da música “The Sound Of Silence” de Paul Simon e Garfunkel, mostra muito o que o público pode sentir assistir da dupla sul-mato-grossense Américo e Nando nas duas apresentações no show de abertura da banda Roupa Nova nos últimos dias 13 (Campo Grande) e 14 (Dourados). “Quando meus olhos foram apunhalados pelo brilho de uma luz de neon”. Foi uma sensação de brilho de luz neon que todos tiveram ao ouvir as vozes e o som desses dois excelentes músicos cantar e tocar as canções da dupla norte-americana das décadas de 60 e 70 que arrastou multidões.


Na sexta-feira o duo Américo e Nando entrou no palco com banda e mostrou algumas canções do projeto que os dois estão pensando em levar para algumas cidades do Estado, com as canções de Paul Simon e Garfunkel, além de algumas músicas regionais. No Bosque dos Ipês, apesar de início alguns problemas no som (segundo os próprios artistas), mostraram seguros e encantaram o público presente com suas belas canções e com vozes afinadíssimas. Além dos hits, Américo e Nando cantaram uma das mais belas canções do Mato Grosso do Sul, “Madre Canaã”, de Gilson Espíndola e Alexandre Saad. O público foi ao delírio, algo até relativamente raro em Campo Grande justamente por serem artistas da terra.


Em Dourados, no Espaço de Evento da Unigran não foi diferente. No entanto, a dupla foi extremamente ousada mais uma vez. Subiu ao palco apenas com seus violões e vozes para uma plateia que lotou o local no esperado show do grupo Roupa Nova. O mais interessante é que na cidade muitos não conheciam a dupla e logo na primeira canção ficaram com cara de espanto e felicidade ao mesmo tempo. Deu para notar que muitos começaram a cantar as canções mais conhecidas de Paul Simon e Garfunkel (pelo menos os refrões, pois os artistas cantaram na língua original). Os elogios foram inúmeros pela apresentação da dupla e também pela sensibilidade do produtor Marcus Barão (Abappai) em levar o trabalho de artistas regionais para abrir esses grandes espetáculos. Uma oportunidade ímpar para que o público possa conhecer esses nomes especiais de nossa música sul-mato-grossense. Américo e Nando brilharam como luz neon!


Acredito que todos os produtores deveriam dar esse espaço para os artistas locais mostrar seus trabalhos para um grande público como ocorreu nesses shows. Já dizia Jean de la Bruyere: “A verdadeira inteligência consiste em dar valor a dos outros”. A apresentação de Américo e Nando foi tão maravilhosa que a dupla convidada para ir ao escritório do grupo Roupa Nova e conversar com o empresário sobre um projeto musical e que a Abappai Produções estará negociando uma produção com o genial guitarrista Feghali,

que tem um grande estúdio. Sem dúvida esses músicos merecem o melhor de tudo nessa carreira que já dura mais de 35 anos.

177 visualizações3 comentários