• Alex Fraga

Crítica- “A Força da Terra”: clipe explicita realidade que é oculta no MS!


A chamada música undergroud ou alternativa em Mato Grosso do Sul, sempre foi discriminada pelos órgãos culturais justamente por não pertencer ao “mainstream” musical dos interesses daqueles que acreditam que a arte tem que se colocada sem protestos ou denúncias. Assim, caminhando nessa contramão, uma turma de artistas através do Coletivo Condado lançou um clip intitulado “A Força da Terra”, composição de Nando Dutra e Walter Corrêa) com participações de Baganas, Batucando Histórias, Murilo, Fernando, Leitones e Tom Silva. As imagens foram de Tero Queiroz e Onildo Lopez dos Santos/ Luiz Marcelo (Indião). Justamente no aniversário da criação do Estado, denunciam principalmente o abandono e a expulsão dos índios que vivem no Pantanal e que estão sendo afetados pela onda criminosa de incêndios na região. Ousadia? Coragem? Acredito que não!. Na realidade, esses artistas estão mostrando o que normalmente é oculto pelos agentes governamentais e até mesmo por alguns meios de comunicação que, por interesses, também não publicam uma realidade que está nos olhos de todos. O vídeo que também exalta as riquezas no Estado, mas não deixa de mostrar esse problema sério que há anos os indígenas são atingidos e que praticamente ninguém fala ou denuncia. Um dos pontos é sobre locais que existiam tribos e que agora as terras pertencem a latifundiários e fazendeiros que expulsaram todos para outras regiões sem direito a nada. “A Força da Terra” é um exemplo de trabalho bem feito e editado. Necessário sim, que outros artistas se posicionem como o Coletivo Condado que não teve medo de cantar a realidade. Em uma época conturbada, por sua vez, alguns artistas com medo de perder espaços em projetos governamentais, simplesmente se calam ou pior, alguns até se posicionam a favor do próprio governo para não perder espaço em projetos culturais “pagos”. Pior ainda, quando decidem se posicionar, emitem opiniões sem qualquer embasamento ou baseado muito na emoção financeira, e não na razão. Há infelizmente muitos artistas que vão pelo achismo. Esse clipe é um exemplo que deve ser seguido pelos artistas do Mato Grosso do Sul. Não esconder os fatos, antes de tudo é uma questão de coerência. Vale a apena ouvir e assistir esse trabalho!,

59 visualizações

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W