• Alex Fraga

Concerto - Orquestra Sinfônica Municipal se apresenta nesta quarta no Glauce Rocha

Em sua segunda apresentação da série 2022, a Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande sobe ao palco do Teatro Glauce Rocha, nesta quarta-feira (25), trazendo um repertório composto por obras de grandes nomes da música, entre eles Mozart, Grieg e Tchaicovsky. O evento está marcado para às 20h, com entrada gratuita e arrecadação de alimentos para doação.

O concerto será conduzido pelo maestro Eduardo Martinelli e contará com a formação completa da orquestra, que inclui 30 músicos. Além disso, haverá participações especiais durante a exibição do violoncelista Marcelo Gerônimo, o clarinetista Eliéser Sant’ana e os flautistas Philip Andara e Marcio Marques. Eles vão executar solos nas peças de Tchaicovsky, Mangani e Dopler, respectivamente.

Outros destaques da programação incluem a Sinfonia n.º 25 em sol menor, escrita por Wolfgang Amadeus Mozart quando ele tinha apenas 17 anos. Com suas linhas melódicas e sincopadas , esta sinfonia é característica do estilo Sturm und Drang – movimento pré-romântico na literatura e na música surgido nos países de língua alemã entre o fim da década de 1760 e a década de 1770, geralmente traduzido como “Tempestade e Ímpeto”. Do célebre compositor norueguês Edward Grieg, será apresentada uma seleção de peças emblemáticas, da Holberg Suíte op. 40 e da Peer Gynt Suíte.

Com apoio da Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), o concerto será oferecido gratuitamente para a população. Em troca, a organização pede aos visitantes que tragam consigo alimentos não perecíveis para doação. Eles serão revertidos para o Centro de Integração da Criança e do Adolescente (Cica) , uma organização não governamental (ONG) que ajuda cerca de 240 crianças, de 6 a 15 anos de idade, em situação de vulnerabilidade social no Bairro Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Para o secretário Max Freitas, atividades como essa são importantes para formar novos públicos da música clássica na cidade e possivelmente descobrir novos talentos. “A música é uma ferramenta de transformação muito poderosa, e por isso mesmo que acreditamos que o acesso a ela deve ser sempre facilitado. Os concertos da nossa Orquesta Sinfônica Municipal ajudam a derrubar o mito de que os gêneros clássico e erudito são elitizados e ainda trazem o aspecto da solidariedade em conjunto. É uma honra apoiar projetos como esse”, afirmou o titular da Sectur. (Ass. Sectur)


20 visualizações0 comentário