• Alex Fraga

Blues– Grineberg e Ivan Marcio premiados como melhores instrumentistas do país


Mais que merecidos. Adriano Grineberg (Grineberg) e Ivan Marcio foram escolhidos como os melhores instrumentistas de blues do país na primeira edição do HDB Condecora. Músicos que reconhecidamente fazem o blues no Brasil foram convidados a indicar outros artistas para concorrer a premiação em diversas categorias. Assim, disputando também com grandes nomes do gênero no Brasil, Grineberg e Ivan venceram e mais uma vez mostraram que são sem dúvida alguma dois grandes gênios do blues brasileiro/

Há mais de 25 anos na estrada, Grineberg tornou-se um dos nomes mais expressivos do blues contemporâneo no Brasil, sendo presença constante nos principais festivais dedicados ao gênero. Ele participou de mais de 150 CDs/DVDs e fez shows ao lado de artistas como, Andre Christovam (Grineberg toca a 15 anos em sua banda e participou da gravação de seu novo CD), Corey Harris, Ira!, John Pizzarelli, Magic Slim, Ana Cañas, Filipe Catto e Gilberto Gil, Wanderléa entre outros. Seu trabalho anterior, “Blues For África” (2013), rendeu a ele o Prêmio Profissionais da Música por dois anos consecutivos, 2016 e 2017. O álbum foi audacioso ao incorporar o universo do continente africano em canções cantadas em iorubá, entre outros idiomas, explicitando conexão fantástica com o blues. Além do blues, linguagem da qual é um dos maiores conhecedores na América do Sul, o artista sempre manteve seu olhar nas ligações do gênero com o Jazz, Soul, Rock Progressivo, Eletrônico, assim como a linguagem musical e étnica de lugares como a Índia, país em que já morou, Paquistão, Oriente Médio e as Américas.

Com mais de 20 anos de carreira, Ivan Marcio é um dos mais conceituados gaitistas do Brasil; sendo referência para a nova geração de músicos. “Pela primeira vez na história desse país um blueseiro brasileiro gravou três discos seguidos na terra do blues”. Ivan Marcio é responsável por um feito e tanto: em seis anos gravou três discos em Chicago com grandes mestres. É o primeiro blueseiro brasileiro a ter esse privilégio e claro que não foi nada por acaso. As produções de Chicago Blues Sessions Vol. 1 e Vol. 2 custaram perseverança, o que não falta em Ivan Marcio, e grana própria, problema de qualquer músico que se propõe a tocar blues no país do samba. Nessas horas, ter bons contatos faz a diferença. No primeiro trabalho Ivan contou com a parceria do baterista Merle Perkins que esteve no Brasil em 2006, tocando com Eddy Clearwater no Rio das Ostras Jazz e Blues. A amizade se consolidou e o projeto de produzir um disco nos EUA também. Na Meca do blues, foram quase trinta dias tocando em bares e no mais famoso festival de blues do mundo, o Chicago Blues Festival, onde repetiu a dose em 2010 e 2012. Da segunda vez, muito mais esperto, não só gastou menos, como ganhou dinheiro em apresentações na Wind City. O segundo disco veio em parceria com Jon McDonald, guitarrista que acompanha Magic Slim (R.I.P) há alguns anos. De quebra, conseguiu com que Jon produzisse e cantasse no CD acústico.

19 visualizações

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W