top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Artista - Paulo Gê: Um gênio que se divertia com a burrice mas não a subestimava!


Jamais poderia escrever a história de Paulo Gê. Isto porque ela não tem fim, mesmo ter partido desse plano. Apenas fez a passagem para outro. A frase do poeta Fernando Pessoa é perfeita para falar de um gênio: "Um homem de gênio é produzido por um conjunto complexo de circunstâncias, começando pelas hereditárias, passando pelas do ambiente e acabando em episódios mínimos de sorte". Paulo era um artista diferenciado, ímpar e principalmente complexo para as pessoas que não a conheciam bem. Paulo era uma pessoa de uma sensibilidade infinita que batia de frente com questões até simples de ser levadas. Um cara de gênio forte e que nunca levava os tais desaforo para casa. Talvez também não teve pelo menos o mínimo de sorte em sua carreira artística. Também não compactuava com certos "acertos culturais existentes". Paulo Gonçalves da Silva era um homem que ironizava com risos a burrice e ao mesmo tempo brindava a inteligência por saber sabiamente que "os efeitos da burrice humana nunca podem ser subestimados, e o poder aumenta o potencial nocivo". Sabia que sua genialidade poderia andar tranquilamente com a burrice, pois como ele mesmo dizia, "a pessoa que é assim não tem culpa, ela apenas deixou de pensar não por um instante, mas na eternidade de sua vida que deixou para trás". Um artista que sempre foi deixado de lado pelos órgãos culturais (o que não é novidade quando os que "dirigem" a arte, se deparam com gênios). Poderia eu criticar o não apoio no que se refere a arte dele pelas pessoas "responsáveis" pela Cultura, mas seria repetitivo demais em meus textos... Assim não seria justo com os outros artistas que se foram e praticamente da mesma forma, sem valorização, sem um plano de saúde... Mas esse parceiro de mais de 40 anos ficava assim nesse reencontro de palavras que eu e ele dávamos muitas risadas: "A guerra entre inteligência e a burrice". Quando ele ouvia alguém que tinha até um certo estudo falar: "POBREMA", simplesmente concordava e olhava para o Alex Fraga e dava uma risada sarcástica apenas...entendia tudo... Paulo Gê deixou meu coração mais triste hoje, mas sei que ele no céu estará dando gargalhadas quando outros deixarão soar em seus ouvidos a palavra "pobrema". No entanto sei que vai ouvir dessa vez com a alma mais leve do que viveu aqui na terra... Te amarei sempre meu amigo !



167 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page