top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Artigo - Tempo de Metanoia, por Osmar Resende




Domingo no Blog do Alex Fraga é dia de artigo do P. Osmar Resende, da Paróquia Nossa Senhora de Salete, de Primavera do Leste (MT), com Tempo de Metanoia


TEMPO DE METANOIA

Osmar Resende SDB


Iniciamos o tempo da Quaresma. Tempo de penitência, de conversão. Conforme o Evangelho de Marcos (Mc 1,12-15), Jesus nos afirma que “o Reino de Deus está próximo” e nos convida à conversão: “Convertei-vos e crede no Evangelho”.

Essa conversão, em seu sentido original, no grego, significa mudança do pensamento, em outras palavras: mudança de mentalidade, pois é do nosso pensamento, de nossa mente, que surgem nossas decisões, nossas ações.

Então Jesus nos leva a crer, acreditar no Evangelho, na Boa Nova, na Boa Notícia.

Que notícia, que boa nova é essa? O Reino de Deus.

E que Reino de Deus é esse? Jesus conta várias parábolas para tentar explicar a profundidade, a riqueza, a beleza do Reino de Deus.

O Reino de Deus é como um tesouro precioso, é como uma semente, um grão de mostarda, como um fermento que vai crescendo pouco a pouco. Ou ainda como o trigo e o joio. O Reino de Deus não é uma realidade pronta, pura, santa. É uma grande utopia, um sonho que vai se tornando realidade, em meio aos desafios.

Jesus propõe uma escala de valores: a fé, a oração, a justiça, a solidariedade, a fraternidade. E o mundo nos apresenta os contra valores, representados e sintetizados nas três grandes tentações de Jesus: a riqueza, o prazer e o poder.

Nesse processo de conversão, de mudança de mentalidade, de atitude, o Salmo 50 nos ajuda a reconhecer nossa pequenez, nossa fragilidade: “Tende piedade, ó meu Deus, Misericórdia!”

Reconhecemos a imensidão do amor de Deus, que nos cura, nos liberta, nos dá vida nova.

Deus quer que a verdade reine em nossa mente, em nosso coração.

Pedimos a Deus que nos lave, nos purifique de nossos pecados. “Absolvei do meu pecado e serei puro... Lavai-me e ficarei mais branco do que a neve”.

Expressa o desejo de purificação, de comunhão com Deus e com os irmãos.

Neste sentido a Campanha da Fraternidade nos convida à amizade social. Isto é: abrir nosso coração, alargar nossos horizontes, o raio de nossa convivência amorosa, num mundo marcado pelo egoísmo, pelo individualismo, pela indiferença.

Convida-nos a superar o simples sentimento de simpatia, para uma caminhada rumo à empatia, à compaixão, à bondade, à misericórdia, ao reconhecimento de que realmente somos todos irmãos, habitantes do Planeta Terra.

O sentimento de simpatia, até mesmo a paixão é um sentimento provisório. Se o amor não é cultivado, aos poucos o fogo se extingue.

Sabemos que o Reino de Deus começa aqui na Terra e se expande pela eternidade.

89 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Feb 18
Rated 5 out of 5 stars.

Que palavras lindas... muito obrigada por ler e refletir, o sentimento de simpatia é provisório e o amor se não cultivado pega fogo e se extingue

Like

Guest
Feb 18
Rated 5 out of 5 stars.

Belo artigo

Like
bottom of page