top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Artigo - Sede de Água Viva, por P. Osmar Resende

Domingo no Blog do Alex Fraga é dia de artigo do P. Osmar Resende, sdb, da Paróquia Dom Bosco, de Guarapuava (PR), com Sede de Água Viva.

SEDE DE ÁGUA VIVA (Jo 4,5-42)

Osmar Resende SDB


Todos nós temos sede. E a água é um elemento vital em nossa vida. E Jesus se apresenta como a fonte de água viva, Aquele que dá sentido à nossa vida, à nossa existência sobre a terra.

Tal como à samaritana na beira do poço Jesus se nos oferece como alguém que é capaz de nos orientar no caminho da felicidade. E não só: Ele se apresenta como o Caminho, a Verdade e a Vida.

No AA (Alcoólicos Anônimos), bem como na Pastoral da Sobriedade muitas pessoas buscam o verdadeiro sentido da própria vida. Se redescobrem e em comunhão com outros pessoas lutam pelo bem comum.

Na comunidade Betânia, alguns dependentes químicos buscam se reencontrar e encontrar o próprio Cristo, que ilumina e aponta nova direção na vida, sedentos de paz, de alegria, de felicidade.

Igualmente nos presídios muitos se dão conta de que não estão conectados com a fonte da verdadeira vida, perdidos em seu mundo ilusório.

Mas graças ao contato, à meditação da Palavra de Deus, uns e outros, vão se encontrando a si mesmos, ligados por um fio invisível que os leva a Deus.

A vida sacramental permite, proporciona o contato direto com Deus em sua infinita e amável presença.

A vida de oração pessoal e comunitária, através das celebrações, dos grupos de oração, favorecem o diálogo com Deus, expressando seus segredos mais íntimos, seu desejo de cura, de libertação, de vida saudável e feliz, mesmo em meio a cruzes e espinhos.

Estamos na Quaresma. Tempo de graça e reconciliação. Tempo propício à conversão, à mudança de vida.

A perspectiva de uma vida sustentada pelo otimismo, pela esperança alicerçada em Jesus ressuscitado nos propicia a sensação de um novo céu, uma nova terra, pois como diz São Paulo: “passados os sofrimentos da vida presente, entraremos na glória futura” (Rm 8,18).

Não podemos, porém, pensar somente em nós mesmos. Na medida em que buscamos a fonte de água viva, para nós individualmente, devemos também nós pensar nos outros, colaborando para que tantos outros tenham mais vida.

A Campanha da Fraternidade nos aponta justamente para isto: “Dai-lhes vós mesmos de comer” (Mt 14,16).

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page