• Alex Fraga

Artigo - Páscoa, Passagem, Libertação, Ressurreição, por P. Osmar Resende.

O artigo deste domingo no Blog do Alex Fraga do P. Osmar Resende, sdb, da Paróquia Dom Bosco de Guarapuava (PR) é intitulado: Páscoa, Passagem, Libertação, Ressurreição!


PÁSCOA, PASSAGEM, LIBERTAÇÃO, RESSURREIÇÃO

Osmar Resende

A Liturgia da vigília pascal, da Ressurreição é muito linda e muito significativa. Vejamos alguns detalhes.

As Leituras bíblicas nos apresentam praticamente a História da Salvação. Deus cria o mundo por um ato de amor, de abertura. E faz o homem, a humanidade, compartilhar desse projeto de amor. Ou, melhor, de amorização. Apresenta um projeto de felicidade, de divinização, de comunhão com Ele.

Vai suscitando profetas, patriarcas como Abraão, que, ao longo da História, com suas intuições divinas, vão orientando para o bem, para a comunhão com Deus e com os irmãos.

Moisés lidera a libertação do Egito. E aí os judeus, os hebreus passam a celebrar a passagem do Mar Vermelho, que é o evento marcante desse processo de libertação. E aí então se celebra a Páscoa.

Chegada a plenitude dos tempos, envia seu próprio Filho, que se encarna, se humaniza, para que nós nos divinizemos.

O próprio Jesus, como bom judeu ia todos os anos a Jerusalém, no templo, para celebrar a Páscoa. E aí foi incompreendido, julgado, condenado como blasfemo e revolucionário. Crucificado, morto e sepultado, ressurge ao terceiro dia.

Jesus ressuscitado aparece a Madalena, Pedro, João, aos apóstolos, aos discípulos de Emaús. Paulo diz ainda que aparece a mais de quinhentas pessoas e, por fim, a ele, que se converte e torna-se também ele o grande apóstolo do Senhor Ressuscitado.

Para nós, cristãos, que significa a ressurreição de Jesus? Com o tempo, a Páscoa dos Cristãos passou a celebrar a celebrar a ressurreição do Senhor Jesus, a passagem da morte para a vida. Em princípio, deveria ser a maior festa, celebrada com alegria, dentro de uma mística missionária.

No Natal, às vezes se dá mais destaque ao Papai Noel que ao próprio Jesus.

E na Páscoa, às vezes se valoriza mais o Ovo de Páscoa, o Coelho, que o próprio Cristo Ressuscitado.

A Ressurreição é o fundamento do Cristianismo. Como diz São Paulo: se Cristo não ressuscitou vã é a nossa fé. Além do mais é a motivação maior para o exercício da caridade, do amor, dentro desse processo de amorização do universo.

Mas se Ele ressuscitou é a garantia de nossa ressurreição, de nossa felicidade aqui na terra e na eternidade.

Somos convidados a sermos testemunhas do Senhor Ressuscitado, nesse mundo tão caótico e conturbado, como cavaleiros da esperança, do amor. FELIZ PÁSCOA!

70 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo