top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Artigo - Os discípulos de Emaús, por P. Osmar Resende



OS DISCÍPULOS DE EMAÚS (Lc 24,13-35)

Osmar Resende SDB


O evangelista Lucas nos conduz ao caminho de Emaús. Dois discípulos de Jesus, que, desiludidos, voltam para casa após a morte de Jesus.

Fazem uma caminhada sinodal (odos > caminho; sin > juntos). Aproveito pra dizer que a Igreja do Brasil tem agora um novo missal, com algumas mudanças, adaptações à nossa realidade. Não fruto do trabalho de uma única pessoa, mas de uma equipe. Membros de uma comissão que percorreram juntos (de forma sinodal) um longo caminho para nos revelar uma forma, um caminho para celebrarmos com mais profundidade o grande mistério de nossa fé, a Eucaristia.

Voltemos a Emaús. Jesus se encontra com os discípulos. Pergunta o assunto de sua conversa. Cléofas o desafia: “És o único forasteiro que não sabe o que aconteceu em Jerusalém com Jesus?” E abrem seu coração para ele diante de sua desilusão. Pensavam que Jesus fosse libertar Israel da opressão romana. Mas como Teudas e Judas fracassara. Em vez disso encontraram o túmulo vazio.

Jesus por sua vez procura abrir sua mente, seu coração, para o grande evento da ressurreição anunciada por ele mesmo e pelos profetas.

Ao chegar perto de Emaús, Jesus ameaça seguir outro caminho, ao que eles convidam: “Fica conosco, Senhor, pois já é tarde e a noite vem chegando.” Jesus aceita o convite. Fica com eles, toma refeição com eles, abençoa o pão e reparte com eles.

Só vão reconhecer Jesus na “fração do pão”. Mas tão logo o reconhecem, Jesus desaparece. E eles se perguntam: “Não ardia nosso coração quando falávamos com Ele e Ele discorria sobre as Escrituras?”

Retornam a Jerusalém e comunicam aos apóstolos, que confirmaram a ressurreição de Jesus.

Jesus continua caminhando conosco e se revela a nós de um modo especial na Eucaristia e nas Sagradas Escrituras, bem como nas pessoas, nos fatos, nos acontecimentos.

49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page