• Alex Fraga

Artigo - As Três Grandes Seduções, por P. Osmar Resende

Atualizado: 11 de mar.

O artigo deste domingo no Blog do Alex Fraga do P. Osmar Resende, sdb, da Paróquia Dom Bosco de Guarapuava (PR) é intitulado: As Três Grandes Seduções

AS TRÊS GRANDES SEDUÇÕES

Osmar Resende


As três grandes seduções (pra não dizer tentações) são a riqueza, o prazer e o poder. As demais estão inclusas ou conectadas.

Os evangelhos de Lucas e Mateus nos falam simbolicamente destas três grandes tentações, tendo como personagem principal o próprio Jesus.

A riqueza, a busca do ter e ter sempre mais, usando de todos os meios lícitos e ilícitos. Mas como sabemos jamais preenche plenamente o vazio de nosso coração. Existem, porém, pessoas que administram vultosos valores sem se contaminarem, sem se deixarem seduzir pelo “vil metal”. Outras, porém, correm em busca frenética do dinheiro, dos bens materiais, com a ilusão de desfrutarem a felicidade. Mas encontram apenas meras quimeras. A riqueza tem seu valor e, por muitos, é considerada uma bênção de Deus. Bem conquistada e bem administrada pode ser um trampolim para a eternidade.

E o prazer? Deus colocou nas coisas, nas pessoas, propriedades que dão aos sentidos, a sensação de prazer. Muitos prazeres são mais do que lícitos. Fazem parte da própria natureza das coisas e da sensação, da percepção. E pode ser também um caminho para o divino. Não podemos e não devemos ser masoquistas. Mas, também, não podemos ser dominados totalmente pelos desejos.

Poder. Uma grande tentação. Muitos se deixam enlear pelos laços do poder. E usam de todos os artifícios para conquistar, inclusive a corrupção. Mas o poder é transitório. Mesmo que o cargo seja vitalício, um dia o poder foge das mãos, ou some a capacidade de administrar, ou a própria morte vem buscar.

E as três grandes tentações estão intimamente conectadas. Com a riqueza se conquista o poder e o usufruto dos prazeres. Com o poder se conquista, às vezes, a riqueza que proporciona o luxo, os prazeres da vida.

Temos como um exemplo prático esta guerra na Ucrânia. A busca de apropriar-se das riquezas de um país, valendo-se do poder político, militar, estratégico, usando justificativas injustificáveis, em meio a denúncias de abusos para com as pobres vítimas. Muita gente, inclusive, lucra com a guerra, como, por exemplo, a indústria armamentista.

Jesus resistiu às três tentações permanecendo fiel ao seu projeto do Reino de Deus. Reino de Paz, de Justiça, de Amor.

E, assim, muitas pessoas, viveram as bem-aventuranças evangélicas, mesmo em meio ao uso adequado dos bens, dos prazeres legítimos, e o exercício justo do poder.

Assim também nós, se queremos ser felizes plenamente, havemos de resistir às seduções do mundo, com equilíbrio, bom senso, magnanimidade.

93 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo