top of page
  • Foto do escritorAlex Fraga

Aquidauana - Marcos Assunção e Marco Lobo encerram turnê nas cidades do interior



A turnê "Viola e Batuque" com o músico sul-mato-grossense Marcos Assunção e o baiano Marco Lobo, (com direito a workshop) tem sua última apresentação nesta quarta-feira no interior do Mato Grosso do Sul. A cidade escolhida foi Aquidauana e a apresentaç!ao será na Escola Estadual Profa. Doris Mendes Trindade (workshop) às 18h30 e o concerto no Espaço Cultural da UFMS, às 21 horas . O projeto tem incentivo do Fundo de Investimentos Culturais – FIC/MS, da Fundação de Cultura de MS e do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Esse encontro musical se destaca pela singularidade e brasilidade em sua música feita com instrumentos símbolos da cultura brasileira. Ao som da viola caipira, violão 7 cordas, berimbau, pandeiro e outros instrumentos percussivos, os músicos remetem o som regional ao mais sofisticado estilo provenientes das influencias da música erudita ao jazz. O trabalho de Marcos Assunção e Marco Lobo resultou no álbum "Viola e Batuque" e já está em todas as plataformas e será lançado justamente nesta turnê.


CIDADES - A turnê Viola e Batuque 2023 encerra com dois shows em Campo Grande - dia 24 (quinta-feira) - Teatro Luiz Felipe de Oliveira - UFMS e no Teatro Glauce Rocha no dia 30 (quarta-feira). As composições do show Viola e Batuque são inéditas para esse trabalho e traduzem a criatividade vinda da inspiração resultante das culturas fronteiriças ao som de viola caipira e das diversidades culturais em ritmos contagiantes do povo, da polca ao chora e do baião ao jazz. Os dois artistas fazem as melodias fluírem aos ouvidos presentes e atentos às cordas e batuques. Além do repertório autoral, os músicos apresentam clássicos da música erudita em obras de Johan Sebatian Bach, Ernesto Nazareth e Egberto Gismonti. Fazem parte também do programa, arranjos para obras regionais de Paulo Simões, Geraldo Roca e Almir Sater.


MARCOS ASSUNÇÃO - Compositor, guitarrista, violonista, bandolinista e violeiro, Marcos Assunção é campo-grandense e começou a tocar aos 7 anos na Banda Marcial da Escola. Com 13 anos começou a estudar violão e guitarra. O encontro com a viola caipira foi através do seu avô Duarte Assunção, motivo este que adotou o sobrenome em seu trabalho artístico em homenagem a ele. O jazz, choro, bossa nova, música erudita, caipira e regional são suas principais influências. Ele é graduado em música pela UFMS e pós-graduado e Educação Musical. Já dividiu palco com músicos renomados como Gay WIllis (EUA), Arthur Maia, Roberto Correia, Ivan Vilela. Recebeu inúmeras premiações como Projeto Pixinguinha, Funarte (com Gabriel Sater). Lançou no ano passado uma coleção dedicada à viola caipira sul-mato-grossense: Viola Brasileira - Volumes I, II e III.


MARCO LOBO - O percussionista baiano Marco Lobo é multi-instrumentista e autodidata. Iniciou sua carreira em Salvador e atualmente reside no Rio de Janeiro há mais de 30 anos. Durante muitos anos integrou as bandas de artistas consagrados da Música Popular Brasileira, como Milton Nascimento, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Lenine, Vanessa da Mata, Djavan, Moraes Moreira entre outros nomes. Com essa bagagem, em 2010 partiu para carreira solo no Brasil e no Exterior. Recentemente integra o Trio com Armandinho Macêdo e Yacoce Simões com o álbum "Retocando Gil e Caetano", lançado pelo selo Biscoito Fino. Marco Lobo já lançou três CDs e um DVD. Ministra oficinas e workshops, cria e executa projetos musicais que fortalecem a música instrumental brasileira ao redor do mundo

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page